A diversificação sob uma matriz central

Uma empresa versátil com várias divisões de produtos exige uma estrutura de gestão clara e eficaz. Por isso, em 1983, todas as filiais da empresa convergem para uma única matriz central. Até hoje, a Liebherr-International AG é responsável pela gestão da organização.

A nova matriz fica em Bulle (Suíça).

A nova matriz fica em Bulle (Suíça).

1983 Organização guarda-chuva do Grupo

Para Hans Liebherr, a confiabilidade e a continuidade são valores decisivos com relação à administração da empresa. Logo no início, ele prepara o campo para a próxima geração. A estrutura organizacional assumiu uma nova direção na década de 1970. A nova direção exigiu, dentre outras coisas, a divisão da empresa entre uma corporação alemã e uma suíça.

Em 1983, a Liebherr-International AG dirige o Grupo como uma matriz central em Bulle, na Suíça. Até hoje, os acionistas da organização são todos membros da família Liebherr.

O Primeiro-Ministro Lothar Späth concede a Hans Liebherr o prêmio de Grã-Cruz da Ordem do Mérito da República Federal da Alemanha.

O Primeiro-Ministro Lothar Späth concede a Hans Liebherr o prêmio de Grã-Cruz da Ordem do Mérito da República Federal da Alemanha.

Em 1986, Hans Liebherr recebe a Cruz de Mérito Federal do Primeiro-Ministro Lothar Späth.

1984 a 1986 Diversos prêmios pelas conquistas de Hans Liebherr ao longo da vida

A partir de 1976, Hans Liebherr deu um passo atrás das operações comerciais e passou a se concentrar na gestão estratégica da empresa. Suas conquistas ao longo da vida como personalidade empreendedora são homenageadas e permanecem na mídia. Em fevereiro de 1984, a universidade de Eberhard-Karls, em Tubinga, o indicou como senador honoris causa. Muitos outros prêmios se seguiram, dentre os quais o de Grã-Cruz da Ordem do Mérito da República Federal da Alemanha, em 1986.

O D926 é um dos primeiros motores a diesel desenvolvidos internamente pela Liebherr.

O D926 é um dos primeiros motores a diesel desenvolvidos internamente pela Liebherr.

1984 Domínio das principais tecnologias dentro do Grupo

Para atender às grandes demandas pela qualidade de seus produtos, Liebherr dá um grande valor ao domínio das competências centrais dentro da organização. Por esse motivo, importantes conjuntos são desenvolvidos e produzidos pelo próprio Grupo. Dependendo da área do produto, a integração vertical dentro da empresa é maior que 60%.

Um bom exemplo é o início da produção em série dos motores a diesel de 1984. Nesse momento, Liebherr percebe o potencial de otimizar as máquinas de construção e cria seus próprios motores, que também funcionam adequadamente em condições extremas.

Toronto (Canadá): Guindastes ascensionais da Liebherr durante a construção de um arranha-céu. O primeiro guindaste desse tipo foi construído em 1985.

Toronto (Canadá): Guindastes ascensionais da Liebherr durante a construção de um arranha-céu. O primeiro guindaste desse tipo foi construído em 1985.

Os guindastes ascensionais da Liebherr possibilitam a construção do prédio Scotia Plaza de 68 andares em Toronto, no Canadá.

1988 O 40º aniversário do Grupo

Após quatro décadas de história da empresa, o saldo permanece positivo. A estratégia de investimento e a expansão asseguram vendas totalmente consolidadas de mais de três bilhões de marcos alemães. A diversificação progressiva ao longo dos anos concede a Liebherr uma maior independência como corporação com relação às flutuações e à volatilidade do mercado.

A liberdade financeira possibilita o desenvolvimento intenso de ideias de produtos pioneiras para implementação a longo prazo. O crescimento sustentável na linha de produtos facilitou dessa forma a base para abrir filiais em novos mercados estratégicos.