13/05/2020 Viver a automação: Liebherr abre novo centro tecnológico em Kempten

O novo “Liebherr Tech-Center” da Liebherr-Verzahntechnik GmbH permite aos clientes experimentar sistemas de automação. Num pavilhão de testes de cerca de 700 m², a Liebherr testa e faz a demonstração de sistemas de automação de alta qualidade. Aqui, até os desejos particulares de clientes podem ser atendidos.

No novo centro tecnológico da Liebherr-Verzahntechnik GmbH em Kempten, a empresa realiza demonstrações e testes de novos sistemas de automação de alta qualidade.

No novo centro tecnológico da Liebherr-Verzahntechnik GmbH em Kempten, a empresa realiza demonstrações e testes de novos sistemas de automação de alta qualidade.

Kempten (Alemanha) – Com o novo “Liebherr Tech-Center”, a Liebherr-Verzahntechnik GmbH consegue dar aos clientes uma visão sobre o mundo dos sistemas de automação.

“As possibilidades de teste no nosso novo centro tecnológico são imensas. Junto ao nosso sistema de manuseamento de paletes, montamos também duas células de ensaio sobre o tema Bin Picking. Além disso, testamos uma célula de produção flexível com sistema de transporte não tripulado e o nosso robô linear LP 100”, esclarece assim Thomas Mattern, diretor de desenvolvimento de sistemas de automação, a estrutura do pavilhão de testes.

Nova área do cliente

A nova área do cliente de 90 m² confere um ambiente agradável para falar de projetos de clientes ou ter discussões técnicas. Nesta grande exposição de produtos, o tema Indústria 4.0 desempenha igualmente um papel importante. Numa estação de trabalho de Bin Picking, os clientes podem assistir ao vivo à chamada “Recolha da caixa” e realizar, eles próprios, testes. A área do cliente funciona assim como o local da inovação e permite, graças à disposição ligeiramente elevada, uma visão geral sobre a totalidade do pavilhão de testes.

“Falamos aqui de uma situação vantajosa para ambas as partes: para a Libeherr e para os nossos clientes. Ao mesmo tempo que nós, com os olhos no desenvolvimento, podemos realizar experiências e sequências de testes de forma efetiva com novos produtos, os nossos clientes recebem assistência profissional. Podem ser realizadas, por exemplo, análises de viabilidade ou ensaios de clientes”, refere Mattern.

No piso superior encontra-se uma área de escritórios e uma sala de reuniões. Atualmente, estão alocados ao novo centro tecnológico dois técnicos de ensaios, que colocam as instalações de testes em funcionamento, realizam os protótipos e ensaios de clientes e documentam os resultados. Outros colaboradores, como técnicos de montagem, técnicos de instalação, programadores e informáticos, são requisitados ocasionalmente, conforme as necessidades.

O pavilhão foi originalmente arrendado como área de testes para um projeto. Após uma fase de testes bem sucedida, seguiu-se uma distribuição das bancadas de testes na sede pelas áreas de Tecnologia de engrenagem e Tecnologia de automação. Como resultado, deixou de ser possível utilizar integralmente a superfície de montagem da área de Tecnologia de automação. Finalmente, tal levou a uma ampliação da área de testes de sistemas de automação para o novo centro tecnológico, localizado a apenas cinco minutos da sede.

Bin Picking ou “Recolha da caixa”

Desde 2010 que a Liebherr se dedica ao chamado Bin Picking ou, dito de forma mais simples, à “Recolha da caixa”. Um software especial permite que um braço de garra robótico recolha peças não separadas de uma caixa. A peça recolhida é depois infiltrada no processo de produção. “Esta solução de automação otimiza a segurança do processo e aumenta a produtividade. Com as duas células de ensaios de Bin Picking, o nosso centro tecnológico é mais um fator para um local de produção moderno”, conclui Thomas Mattern.